Governo/Conselho Tribal:

Até a descoberta de petróleo em terras navajo, essencialmente não havia um governo. Para certificar de forma apropriada a liberação de minerais, o Conselho Tribal da Nação Navajo foi formado em 1923 através da Secretaria do Interior dos Estados Unidos. A tribo Navajo rejeitou a criação e o estabelecimento de uma constituição por três vezes. Na terceira tentativa, em 1968, a minuta de uma constituição foi aprovada pelo conselho tribal, mas nunca foi levada ao povo para ratificação. Em 1934, a Lei de Reorganização Indígena foi promulgada em uma tentativa de reorganizar as linhas constitucionais. O povo Navajo rejeitou a lei, acreditando que ela encerraria o Programa de Redução de Gado implantado por John Collier, Comissário de Assuntos Indígenas.

O programa levou a uma drástica redução na quantidade de ovelhas permitidas nas terras Navajo. Em 1933, a população de ovelhas totalizava mais de 1,3 milhão e não havia pastagens suficientes para alimentar os animais. A erosão estava também começando a preocupar o governo, que considerou melhor reduzir a população de ovelhas pela metade. Esse movimento alterou as estruturas socioeconômicas da tribo. Em 1991, uma completa reorganização do governo Navajo formou um governo de três poderes: executivo, judicial e legislativo. O governo atual, que se reúne no mínimo de quatro a cinco vezes ao ano na capital da Nação Navajo em Window Rock, consiste em 88 deputados, representando 110 leis.